16 de jun de 2008

Reunião de pais e professores


A psicóloga Carmen Galluzzi dá algumas orientações importantes, do planejamento desse encontro à avaliação dos resultados.
Segundo Carmen Galluzzi (psicóloga educacional na Organização Educacional Margarida Maria e autora do livro Propostas para Reunião de Pais – Estratégias e Relatos de Casos (Edicon)), “realizar uma reunião de pais tem como objetivo beneficiar o aluno, a família, o professor e a escola.” Daí se percebe o quão relevante é planejar com cuidado esse encontro, de forma que ele seja aproveitado ao máximo por todos os presentes. Acompanhe a seguir as orientações da psicóloga Carmen.


Freqüência das reuniões


Apesar de cada escola ter sua metodologia e missão, o ideal é não convocar mais de três reuniões gerais, garantindo outros espaços durante o ano para a família, como atendimentos individuais e reuniões temáticas.
=>Lembre-se!
O professor não deve esperar a reunião geral de pais para apresentar os problemas que um aluno específico vem apresentando. Casos particulares devem ser tratados em atendimentos individuais.
-Evite comparações de alunos e classes.
-Lembre-se também de superar resistências iniciais e ouvir com empatia. Sempre que necessário, deixe claro que a reunião de pais tem como objetivo tratar de assuntos referentes ao grupo. Acima de tudo, o professor deve manter o controle da situação.


9 passos fundamentais:


· 1° passo – Tome conhecimento das características do grupo de pais (faixa etária, formação, nível sócio-econômico etc);
· 2° passo – Levante os temas importantes a serem abordados na reunião. Convide os pais para participarem da escolha.
· 3° passo – Estabeleça o objetivo da reunião e tenha-o claro.
· 4° passo – Organize uma pauta para nortear a reunião e imprima no dia para os pais lerem (distribua ou coloque no mural). Ela pode ter o horário de início e fim do encontro e os assuntos.
· 5° passo – Planeje a reunião de pais. Este é o momento de pensar pelo lado prático da situação: como recepcioná-los; como abordar o tema – com os pais da Educação Infantil, por exemplo, a abordagem pode ser lúdica; bibliografia de apoio, entre outros detalhes.
· 6° passo – Elabore um convite prazeroso, que não deixe os pais com dúvidas. Seja esclarecedor desde o convite. Esta é uma etapa importante no preparo da reunião de pais.
· 7° passo – Desenvolva o tema de forma envolvente. Aprofundar o conhecimento do tema com leituras de livros, participação em cursos e palestras.
· 8° passo – Comunique-se com clareza. A comunicação precisa ser satisfatória, direcionada para o público alvo, com vocabulário adequado.
· 9° passo – Faça uma avaliação com os pais. Encaminhe para que eles preencham e retornem à escola. É uma maneira de medir se o objetivo está sendo alcançado.


Organização do ambiente:


Este é um ponto fundamental para um bom desenvolvimento da reunião, embora, como afirma a psicóloga educacional Carmen Galluzzi, por si só não garante o sucesso da mesma.
A arrumação do local sinaliza aos pais uma preocupação em recepcioná-los. Colocar uma música de fundo pode contribuir.
Servir água, café e chá fica a critério da escola, mas não tem como negar que é uma gentileza muito bem vinda.
Pode-se variar a arrumação das cadeiras dependendo do objetivo do encontro. A disposição em círculos, por exemplo, é propícia para cinco a sete pessoas e permite discussão mais intensa de problemas.


Fonte: Livro Porpostos para Reunião de Pais – Estratégias e relatos de casos, de Carmen Silvia Galluzzi Penha Galluzzi – Edicon – 3ª edição


Recados Para Orkut

0 comentários:

Postar um comentário

 

Letramento e Alfabetização Copyright © 2009 Girlymagz is Designed by Bie Girl Vector by Ipietoon